Paris: Cidade e Estilo

Boas pessoal!!

Paris é uma cidade mágica! Mesmo antes de aterrar já estava encantado com esta cidade, com tantas luzes, com a Torre Eiffel iluminada que reconheci logo de imediato.

Cada edifício é um monumento, fazendo com que a cidade transborde a um estilo mesmo muito difícil de descrever. Adorei passear pelo Sena, conhecer a Catedral de Notre-Dame (que é mesmo igual à do filme “Corcunda de Notre-Dame”), visitar o Louvre (que é mesmo muito maior do que estava à espera), estar perto da Monalisa, ver a coroa verdadeira de Luís XV e entre outras coisas que me fizeram ficar completamente apaixonado por Paris. Se já tinha muita curiosidade em conhecer a cidade, cá estar fascinou-me completamente.

Outra coisa que já tinha ideia mas que se verifica é o estilo das pessoas no dia-a-dia. A preocupação com a imagem é algo muito visível. Tanto as mulheres como os homens vestem-se muito bem. O estilo masculino Parisiense conjuga tudo o que eu gosto: chapéus, casacos compridos, camisolas de gola alta, sapatos semi-formais e entre outras peças, que não é muito comum ver em Portugal. Além disso, têm uma forma de andar muito caraterística, como se estivessem permanentemente numa passerelle, coisa que torna a cidade ainda mais estilosa.

Voltando à Torre Eiffel, é um monumento realmente espantoso! Muito maior do que estava à espera e é impossível não sentir uma energia diferente muito difícil de explicar ao passar debaixo da mesma. Apesar de estar quase a acabar a minha semana por cá, sinto que levo um pouco de Paris em mim para Portugal e sei que voltarei em breve.

Deixo-vos aqui algumas fotos desta cidade maravilhosa:

Ed9Ed4Ed6Ed7Ed11Ed8Ed1Ed10Ed12Ed13Ed3Ed2

E vocês, já estiveram em Paris? Comentem em baixo a vossa experiência!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes! 🙂

Entrevista para a Rádio Zero

Sempre gostei muito de rádio. Apesar de a minha grande paixão ser a televisão, estar a falar num programa de rádio também é muito divertido, tem a grande vantagem de ser muito mais descontraído do que na TV, e de não termos de nos preocupar com a imagem e postura.

A minha primeira experiência na rádio ocorreu quando tinha 17 aninhos, altura em que surgiu a oportunidade para fazer um casting para a Metronic FM, uma rádio jovem madeirense. Fiquei em êxtase quando fui selecionado para apresentar um programa semanal de duas horas, o “Em Resumo”, em que fazia mesmo um resumo da semana, falava dos principais temas, eventos, entrevistava convidados e entre outras coisas.

Esta foi uma experiência maravilhosa e, por isso, foi um enorme prazer ser entrevistado para o programa “Não há dois sem três” pelo meu grande amigo Manel Carvalho e pelo Luís Santos. Este programa, na Rádio Zero, conta com um convidado diferente todas as semanas e, na semana passada, fui eu a estar lá para falar um pouco sobre mim e sobre os meus projetos. Entrevista esta que será publicada no dia 3 de dezembro.

Durante a hora em que decorreu o programa diverti-me imenso, isto porque é um programa com uma componente muito dinâmica, é intercalado por desafios, músicas, e tem um formato muito descontraído e divertido. Além disso, estes dois apresentadores contribuem para o ambiente espetacular em estúdio. Quando a entrevista for publicada, partilharei nas minhas redes sociais para que possam ouvi-la, e fico à espera das vossas opiniões. Espero que gostem! 🙂

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Curso de Apresentadores de TV

Boas pessoal!!

As pessoas que me acompanham por aqui já leram (aqui, por exemplo) que o meu maior objetivo é ser apresentador de TV. Como já disse, seria a única profissão que me deixaria completamente realizado profissionalmente.

Fazer formação especial na área da apresentação era algo que já estava na minha mente há imenso tempo. Isto porque, com uma licenciatura muito teórica, sentia falta de algo mais prático e de ser posto à prova mais vezes para conhecer a minha capacidade de reagir em situações de stress, e apurar também os meus pontos fracos e transformá-los em pontos fortes.

Por isso, quando surgiu a oportunidade de aprender com a Teresa Guilherme e com o Nuno Eiró, nem pensei duas vezes e tentei aproveitar a oportunidade ao máximo para aprender tudo o que pude acerca de câmaras, do público, de como agir em frente a uma câmara e o que evitar fazer.

Durante este mês de curso aprendi muito sobre televisão. Por isso, se me perguntassem se teria valido a pena, eu diria que sim. Sem qualquer dúvida. Apesar de ainda não estar lá, sinto-me muito mais preparado do que estava antes.

“Comunicar é fazer-se ouvir!” Foi das primeiras coisas que a Teresa nos disse. E apesar de já ter ouvido várias vezes coisas deste género, acho que nenhuma vez tinha feito tanto sentido como esta. E é isso que todos os apresentadores pretendem: “fazer-se ouvir”. E é isso que eu pretendo também enquanto aspirante a apresentador!

Ed5Ed3Ed4Ed1

Ed6
Ps: Tenham atenção a esta dupla, há novidades em breve! Vejam o perfil da Izabel de Paula!

E vocês, o que acharam deste post? Comentem aí em baixo!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes! 🙂

ModaLisboa

Boas pessoal!

Finalmente aconteceu o fim de semana mais esperado da estação, tanto para mim, como para as pessoas que gostam imenso de moda em Portugal: a ModaLisboa!

O que mais gosto neste evento, além dos desfiles dos grandes estilistas, é o street style. Na verdade, a magia e a beleza da Lisbon Fashion Week está no modo como as pessoas se vestem para marcar pela diferença. Há até quem afirme que o truque é conjugar todas as peças mais extravagantes que tenham no vestuário. Contudo, no meu ponto de vista, grande parte das pessoas que são convidadas aproveitam a ocasião para libertar-se da forma de vestir regular com que andam no dia a dia e para experimentar novas conjugações e viver num mundo diferente do seu, nem que seja por alguns momentos.

Infelizmente, por ter estado ocupado, não consegui comparecer nos três dias, mas não podia deixar de lá estar. Muito menos faltar ao desfile do estilista Luís Carvalho, que foi o que mais gostei no ano passado, no encerramento da ModaLisboa. E valeu a pena, sem dúvida alguma. Cada segundo do desfile foi emocionante, os manequins foram muito bem escolhidos e a coleção, em tons sóbrios, surpreendeu-me bastante.

O outfit que tinha pensado para este desfile era um pouco diferente do que acabei por vestir. Tinha-me inspirado no conto infantil “O Principezinho” de Antoine Saint-Exupéry. Contudo, devido ao calor que se fazia sentir em Lisboa, tive de substituir o blazer desportivo azul que tinha em mente, por um chapéu castanho, fazendo com que o outfit ficasse um pouco mais arrojado do que ficaria sem nenhuma destas peças.

Por isso, e apesar de ter ficado um pouco diferente do que esperava, gostei bastante do resultado. É verdade que não fugi muito ao estilo que uso no dia a dia, mas considero que esteve de acordo com este de evento.

Ed2Ed3Ed5Ed7

Ed1Ed6

E vocês, o que acharam deste outfit? Comentem aí em baixo!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!