“O dia em que me tornei mãe”

24 de julho de 1996: o dia em que me tornei mãe.

Desde sempre tive o desejo de ser mãe. Era um sentimento muito forte, aquele desejo de ver a barriga crescer, acompanhar a evolução de uma criança e ter o privilégio de ensinar os primeiros passos e as primeiras palavras.

Ao mesmo tempo, sabia que ter um filho era uma responsabilidade e um compromisso para a vida toda e esperei pelo momento certo para concretizar este desejo. Foi uma decisão planeada com tranquilidade, confiança e muita felicidade. Continue reading ““O dia em que me tornei mãe””

Dois anos do “Metropolitan Boy”

Boas pessoal!

Sei que sou bastante esquecido em relação a datas. Os meus amigos muitas vezes ficam chateados quando não me lembro da data de aniversário deles. E chegou ao cúmulo de não me lembrar do dia em que o meu blogue completou dois anos, o dia 15 de junho. Continue reading “Dois anos do “Metropolitan Boy””

Futuro da Moda Nacional

Boas pessoal!

Há alguns dias recebi o convite para estar presente no “Demo”, o desfile das coleções finais elaboradas pelos alunos finalistas do curso Design de Moda. Um evento organizado em parceria com a ModaLisboa. Continue reading “Futuro da Moda Nacional”

“Não-Monogamias Consensuais”- Reportagem

Boas pessoal!

Sempre gostei de entrevistar pessoas com personalidade bastante forte. Que não têm receio de expor e lutar pelos seus ideais e pelas coisas que consideram estar menos bem no mundo. Que me fazem ficar a refletir e questionar várias coisas que nunca tinha pensado, mas que são tidas como regra na sociedade em que vivemos. Continue reading ““Não-Monogamias Consensuais”- Reportagem”

Sol e Felicidade

Boas pessoal!

Deixo-me influenciar demasiado pela meteorologia. Muito mais do que gostaria até. De certo modo, é bastante bom, pois acordo bem-disposto nos dias típicos de verão, com calor, com sol. Por outro, quando sinto chuva, torna-se um sacrifício levantar-me da cama e aproveitar o dia. Continue reading “Sol e Felicidade”

Rendi-me aos padrões da Versace

Boas pessoal!

Durante muito tempo não era fã de padrões, apesar de sempre ter gostado do estilo da Versace. Em vida, Gianni Versace marcou a sua diferença na história da moda por estes padrões arrojados. Mas a moda é cíclica e, algumas décadas depois, voltaram a ser usados. Continue reading “Rendi-me aos padrões da Versace”

Consumismo: a culpa associada ao prazer

Boas pessoal!

Sei que tenho andado ausente, principalmente por dois motivos: não ando com muita inspiração para escrever e estou numa altura mais livre do semestre. Por isso, ando a aproveitar para me divertir e espairecer de todo o trabalho, visto que nem no verão tiro férias do blogue. Continue reading “Consumismo: a culpa associada ao prazer”

Frankfurt, Alemanha

A Alemanha é um país que me fascina. Não propriamente pelas pessoas ou pela beleza do país em si. Fascina-me pela história. Por já ter batido no fundo várias vezes e ter sempre conseguido reerguer-se. Por ter-se tornado uma potência económica mais do que uma vez, mesmo tendo ficado destruída duas vezes pelas guerras mundiais. Continue reading “Frankfurt, Alemanha”

Tardes de domingo

Boas pessoal!

Neste momento escrevo da Alemanha. É sempre bom ver as coisas de uma perspetiva mais afastada, longínqua é diferente daquela que temos acesso enquanto estamos emersos na nossa realidade. No nosso pequeno “mundinho”. Acho que só vendo as coisas de fora nós conseguimos distanciar da nossa realidade e não nos deixar sufocar por ela. Continue reading “Tardes de domingo”

Não sei lidar com a falta de rotina

Boas pessoal!!

Voltar à rotina, para mim, é sempre um pouco difícil. Especialmente neste ano, em que aparentemente tenho muito tempo “livre”, mas tenho de o organizar bem para não deixar acumular demasiado trabalho. Continue reading “Não sei lidar com a falta de rotina”