A minha experiência com crises existenciais

Boas pessoal!

Tive a minha primeira crise existencial muito cedo, talvez à volta dos dez anos. Provavelmente foi nesta idade que tive o primeiro grande choque com a realidade. No fundo, sempre soube que ninguém era insubstituível num mundo tão grande. Haverá sempre alguém capaz de fazer melhor do que aquilo que fazemos, que sabe mais acerca do assunto que consideramos dominar ou que veja o mundo com mais clareza do que vemos. Continue reading “A minha experiência com crises existenciais”

Paisagens e Moda em Lisboa

Boas pessoal!

A ideia desta sessão fotográfica surgiu quando um amigo meu, que é fotógrafo mas que mora na Holanda, disse que vinha passar uns dias a Lisboa (podem consultar a sua página de Instagram clicando aqui). Continue reading “Paisagens e Moda em Lisboa”

Estilo “Parisiense”

O frio veio finalmente para ficar!

E ainda bem, porque confesso que gosto muito mais de usar roupas de inverno do que de verão. Sempre achei que as pessoas ficam muito mais elegantes e mais estilosas com os casacões, cachecóis, camisas de manga comprida, do que com roupas mais leves. Continue reading “Estilo “Parisiense””

Bons reencontros

Boas pessoal!

Sabem aquela sensação boa de passar um bom tempo com amigos com quem já não estávamos há algum tempo, mas que quando nos juntamos é como se convivêssemos frequentemente? Continue reading “Bons reencontros”

O dia do Halloween

O Halloween é uma tradição que tem como objetivo lembrar os mortos no dia 31 de outubro, dia que antecede o “dia de todos os santos”.

Nunca foi um hábito para mim festejar o Halloween quando era mais novo. Nem achava muita piada à tradição. Não era o tipo de criança que ia com os amigos pedir doces pelas casas ou a grandes festas nesta data. Continue reading “O dia do Halloween”

Look neutro na ‘Rua Cor-de-Rosa’

Boas pessoal!!

Como sabem, tirar fotografias é uma atividade que gosto muito. É uma das minhas atividades prediletas para um dia de folga, em que possa estar a passear com amigos e a divertir-me ao mesmo tempo em frente a uma câmara…

Felizmente, tenho vários amigos que partilham o mesmo gosto pela fotografia do que eu, como é o caso do André Jardim, um grande amigo de longa data, que me tirou as fotos deste dia. Continue reading “Look neutro na ‘Rua Cor-de-Rosa’”

O abismo

Sabem aquela sensação de estar mesmo prestes a cair, mas estar, ainda assim, seguro por uma pequena corda, que tanto pode ser a vossa salvação ou a morte?

Bem, é essa a sensação. Aquela de querer deixar-se ir mas, ao mesmo tempo, querer conseguir agarrar-se ao máximo. Pensar no quanto a vida pode ser bonita. O quanto o mundo pode ser bonito. Se é que existe realmente beleza neste mundo. Mas algo diz que devemos continuar a acreditar que sim. Algo chamado impulso vital. Este ser cruel que nos mantém às voltas e voltas e constantemente a chegar a um abismo. Continue reading “O abismo”

Look descontraído e Estufa Fria

Boas pessoal!!

Gostei imenso deste conjunto, tanto das peças como das cores. A camisa enquartada azul e branca descontraída juntamente com as calças azuis clássicas deram o efeito que pretendia. Sei que pareço um cowboi, mas provavelmente é por andar a ver a série WestWorld (fiz uma crítica a esta série, podem ler clicando aqui).

Sempre gostei de conjugar o castanho com o azul, e esta camisa leve foi ideal para este dia de imenso calor, resultando num outfit ao mesmo tempo clássico mas descontraído, principalmente pela utilização das “Chelsea Boots” e do chapéu, acessório que tanto gosto de usar. Continue reading “Look descontraído e Estufa Fria”

Pelo Oriente a recordar a infância

Boas pessoal!!

Há sítios incríveis. Sítios que nos fazem bem, libertam boas energias e que nos fazem sentir com uma disposição incrível.

Todos temos este tipo de cantos que nos encantam. Em Lisboa, uma das zonas que mais gosto de passear é o Oriente. Esta zona, que antes da Expo98 não era nada valorizada, atualmente é um dos sítios que mais gosto em Lisboa.

Não sei se é por ter estado presente, com 2 anos, na Expo98 e ter-me metido num dos “vulcões” para me refrescar, visto que o calor fazia-se sentir com intensidade, ou pelo meu batismo de praxe ter sido exatamente no mesmo vulcão, sinto aqui uma tranquilidade que me faz sentir em casa.

Além disso, algo que me faz bem é estar a passear perto do rio. A segurança que sinto é muito parecida à que sinto quando estou na Madeira, em que abro a janela e tenho o mar mesmo à minha frente logo de manhã.

Apesar de ser uma zona muito frequentada, tanto por portugueses como por estrangeiros, devido ao elevado comércio e serviços existentes na zona, acaba por não ser o típico de zona turística porque muita gente aproveita para passear calmamente, para fazer exercício ou apenas para aproveitar uma tarde para relaxar.

A partir da altura da Expo98 passou também a ser uma zona muito ligada ao conhecimento, à ciência e à cultura. Por isso, existem exposições com imensa frequência, grandes concertos, espetáculos de teatro.

São várias as sessões fotográficas que já fiz pelo Oriente, mas é sempre uma boa sugestão para ir passear. Deixo aqui umas fotografias da última vez que lá estive a passear e a tirar fotos com um excelente amigo, André Jardim, que me tirou estas fotos que gostei imenso. Espero que gostem!

Ed2Ed10Ed5Ed6Ed9Ed4Ed7Ed8Ed3

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes 😊