23 anos: recomeçar e continuar!

Boas pessoal!

Cheguei aos vinte e três anos! E muito melhor do que esperava. Sinto-me ótimo neste momento, muito melhor do que me senti durante alguns anos. Sinto que não há nada melhor do que sentir-me vivo e feliz sem nenhum motivo aparente. Continue reading “23 anos: recomeçar e continuar!”

Primeiro aniversário- Metropolitan Boy

Boas pessoal!!

Hoje é um dia muito especial, o dia em que o ‘Metropolitan Boy’ comemora o seu primeiro ano de vida. Foi neste dia que decidi lançar oficialmente o Blog, apesar de já estar a pensar neste projeto há muito tempo, e ter começado a trabalhar seriamente nele umas semanas antes.

Este espaço é algo pelo qual sinto cada vez mais uma enorme paixão. O espaço onde posso mostrar quem realmente sou, mostrar-vos as minhas opiniões e a forma como vejo o mundo. E o facto de ter cada vez mais leitores é algo que me deixa muito orgulhoso, tanto de mim próprio como de todos vocês. E só vos posso agradecer por continuarem a ajudar a alimentar este projeto.

Desde que o iniciei oficialmente, não houve um único dia em que me tivesse arrependido de o ter criado. E confesso que tenho pena de nem sempre ter tempo para publicar com a regularidade que gostava, mas continuarei a fazer um esforço para publicar sempre que possível, isso posso prometer.

Agradeço também por todos os comentários, visualizações e mensagens privadas. Todas estas pequenas coisas têm um grande significado para mim. Sempre tentei por muito de mim em tudo o que escrevia. Posso não ser tudo o que está no Blog, mas tudo o que lá está é um pouco de mim.

Para iniciar o segundo ano de vida, decidi criar uma nova secção, a “Crónica Social”. Aqui, vou partilhar convosco a minha opinião sobre vários temas, pegando em assuntos da vida social, e mostrando-vos um pouco do que tenho feito também enquanto cronista social nos últimos meses. Para esta rubrica, terei também convidados para dar um ponto de vista diferente do meu, enriquecendo ainda mais o blog!

Obrigado por continuarem comigo!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes 🙂

Luís Duarte Sousa