As redes sociais e o cyberbullying

Boas pessoal!

Li há pouco tempo uma notícia que me deixou a reflectir, mais uma vez, acerca de um assunto que muito tenho pensado nos últimos anos: o CiberBullying. Durante uma emissão do “Você na Tv”, o apresentador Manuel Luís Goucha viu-se obrigado a bloquear uma seguidora que fez um comentário depreciativo acerca de uma convidada do programa, a cantora Mónica Sintra.

“Não tem categoria suficiente para estar no meu Facebook”, afirmou em direto. E considero que teve a melhor reacção que poderia ter, exatamente a mesma reacção que eu teria, se estivesse no seu lugar.

Mas não deveria ser necessário chegar a este ponto. Se há algum tempo sentia que vivíamos numa ditadura do “Politicamente Correto”, neste momento considero que a liberdade de expressão está a ser muito mal interpretada. Todos temos liberdade de expressão, felizmente, e eu sou totalmente a favor da mesma. Mas a comentários ofensivos e mal-educados não se chama liberdade de expressão. Chama-se falta de personalidade, de civismo e de formação pessoal.

Acima de tudo, deveria valer o respeito. Porque é que uma cantora que vai demonstrar o seu trabalho deve ser desrespeitada? Ou qualquer pessoa com exposição merece ser desrespeitada e atacada?

Ninguém é obrigado a ver qualquer tipo de programas. Todos nos identificamos mais ou menos com algumas pessoas ou com alguns formatos, é completamente normal, dado que somos humanos. O que não acho normal é a necessidade de ver algo, perder tempo que poderia ser utilizado para algo mais útil, para ver algo que não se gosta para criticar.

É verdade que uma figura pública está habituada a lidar com críticas, e se não estiver não se aguentará durante muito tempo na ribalta. Mas também parece-me não haver necessidade de dizer tudo e mais alguma coisa, muitas das vezes mentiras, por estar atrás de um ecrã.

Peguei neste exemplo, mas não é um caso isolado. Coisas destas acontecem todos os dias e são, a meu ver, completamente desnecessárias. A liberdade de uma pessoa acaba quando a de outra começa e, pegando numa frase do Goucha para esta situação: “nós só trabalhamos para quem gosta de nós”. E é para isso que serve o entretenimento, para entreter quem gosta daquele tipo de programas.

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes! 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s