Destaque

Pelo coração de Lisboa

Boas pessoal!

Já vos tinha falado noutras publicações acerca do meu amor por Lisboa. Por esta cidade que tão bem me acolheu e que me deixou completamente rendido aos seus encantos. Lisboa é linda. Desde os bairros mais recentes aos mais antigos.

Desta vez aproveitei para vos mostrar uma parte da cidade pela qual acho muito interessante passear: Alfama. À semelhança dos bairros mais antigos da cidade, neste bairro podemos encontrar tudo aquilo que é tipicamente lisboeta: as casas baixas e coloridas com roupa a secar na varanda, as veredas estreitas com calçada portuguesa, restaurantes de fado e pessoas extremamente acolhedoras e simpáticas, ao contrário do que é esperado numa grande cidade.

E este clima é bonito. Ver que, apesar de toda a transformação da cidade, estes bairros perduram nos anos com uma identidade tão caraterística, tão portuguesa de gema que quase nos transporta para décadas atrás!

Por isso, se pretenderem conhecer a cidade, aconselho-vos a explorarem também estes cantinhos mais antigos com tanta cultura e história, garanto-vos que não se vão arrepender!

Ed1Ed2Ed9Ed4Ed5Ed7Ed11Ed10Ed8Ed12Ed3

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Natal na Ilha

Chegou a altura mais esperada do ano! Apesar de o Natal não ter vindo para ficar, a verdade é que já chegou e nota-se o espírito natalício espalhado por todo o ar. Não conseguem sentir até o cheiro a Natal? Eu sinto, e sabe-me muito bem.

Esta é a altura em que, geralmente, as pessoas deixam-se invadir pelo espírito e por este sentimento natalício, que é difícil de descrever mas que é tão bom e acolhedor. E o mundo torna-se melhor. Ou pelo menos parece que se torna melhor. Em qualquer canto ouve-se música, veem-se luzes e fica tudo mais colorido.

A minha experiência no Natal sempre foi muito boa. Mais do que do dia de Natal, o que mais gosto é a passagem do dia 24 para o dia 25 de dezembro. Esta é a festa da família e com uma família enorme como a minha e muito unida, era difícil de não aproveitar este momento com imensa intensidade.

Na Madeira vive-se muito esta época, pois o facto de ser um ambiente mais pequeno, apela bastante à união e os madeirenses são, por tradição, muito acolhedores, o que se evidencia, ainda mais, em ocasiões especiais como esta.

Para a véspera de Natal escolhi este blazer desportivo vermelho, cor que mais combina com esta altura do ano, e conjuguei-o com umas calças de ganga e com uma camisa branca, para que o foco do outfit fosse o blazer. Para torná-lo mais arrojado acrescentei uma écharpe azul, e aproveitei para tirar algumas fotos:

Ed5Ed7Ed6

Ed3Ed2Ed1Ed8

E o vosso Natal, como foi? Comentem em baixo!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes 🙂

Festa de família na Quinta Splêndida

Boas pessoal!

Se usar fato com gravata é chique, usar fato sem gravata é, na minha opinião, ainda mais. Apesar de não ser tão clássico, nem tão formal, passa a imagem de um visual muito cuidado, mas extremamente moderno pelos botões da camisa abertos.

E foi este o estilo que optei por usar numa festa de família realizada na Quinta Splêndida. Apesar do ambiente formal, decidi optar por esta camisa semi-formal azul e branca. Achei que o tom de azul da camisa complementava o tom do fato, também azul. Este fato chamou-me a atenção assim que o vi. E parece-me que se adequou perfeitamente à ocasião.

Após um semestre longe de casa, esta festa foi a melhor forma para estar com a maior parte da minha família pois, com uma família bastante grande, torna-se difícil de reunir toda a gente. E que melhor altura do que a época natalícia para o fazer?

O local escolhido também não poderia ter sido melhor. A Quinta Splêndida, que se localiza no Caniço (ilha da Madeira), é uma das mais bonitas quintas da ilha. Além da comida ser espetacular, o espaço não fica mesmo nada atrás. Os jardins são lindíssimos, as salas de jantar muito agradáveis e a vista para o mar é mesmo de cortar a respiração.

Como não poderia deixar de ser, aproveitei para tirar algumas fotos para vos mostrar. Espero que gostem!

Ed8

Ed4Ed3Ed2Ed1Ed9Ed7Ed6

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes 🙂

Disneyland Paris

Boas pessoal!

Qual é a criança que não sonha em ir à Dineyland? Eu, enquanto criança, também sempre quis muito visitar este parque. Contudo, tenho a certeza de que aproveitei muito mais agora, com 21 anos, do que teria aproveitado com 5.

Assim que cheguei, a criança que há dentro de mim veio logo ao de cima e deixou-se invadir imediatamente pelo mundo da fantasia e da imaginação. Nunca pensei que pudesse sentir-me novamente tão criança e deixar-me levar pela emoção, tal como aconteceu.

Este parque é mesmo um mundo à parte. Cada canto, cada diversão ou palácio, é tudo pensado de forma a proporcionar uma experiência incrível e realmente inesquecível. Confesso que a experiência foi mais inesquecível ainda por ter começado a nevar durante a visita. Sim, a primeira neve do ano em Paris foi sentida por mim na Disney.

Mas o frio e a neve não impediram, de todo, que tivesse aproveitado esta experiência ao máximo. Principalmente porque o Parque já continha a decoração natalícia. Conseguem imaginar o quão mágico é conjugar Disney com Natal, a melhor época do ano?

Não fiquei desiludido com nenhuma das diversões, apesar de não ter conseguido visitar ambos os lados do parque, pela falta de tempo. Contudo, posso afirmar que a minha diversão preferida foi a dos Piratas das Caraíbas, o passeio de barco foi realmente incrível nesta diversão, e até o ar estava quente e húmido para proporcionar o ambiente mais parecido possível com o das Caraíbas.

Deixo aqui abaixo algumas fotos deste dia mágico e em breve lançarei um vídeo sobre este mesmo dia.

Ed7Ed10Ed12Ed6Ed9Ed8Ed1Ed4Ed3Ed2

E vocês, já visitaram este Parque? Comentem aí abaixo a vossa experiência!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Wonderland Lisboa

Boas pessoal!

Voltei de Paris completamente renovado. Uma semana de retiro espiritual em França fez com que regressasse com uma energia completamente diferente, muito mais positiva.

Embora tenha sido apenas uma semana, fiquei com saudades de algumas pessoas que me acompanham todos os dias, e foi por isso que decidimos ir ao Wonderland Lisboa, para matar estas saudades, que parecem pouco significativas mas que já se faziam sentir.

Andar de patins em linha é uma atividade que gostava muito de praticar quando era mais novo, apesar de ter deixado de o fazer por falta de tempo. Contudo, andar de patins no gelo é muito mais difícil, mas ainda assim engraçado. Senti que a prática com os patins em linha ajudaram imenso a conseguir equilibrar-me, apesar de termos tido alguma dificuldade em nos habituarmos.

O outfit que usei não foi o mais indicado para a patinagem, mas ainda assim não deixou de ser ótimo para tirar algumas fotos, visto que gostei imenso do resultado.

Já vos tinha falado noutro post anterior (aqui) do quanto gosto de blazers desportivos, e considero que fica uma escolha sempre muito elegante. E conjuguei-o com uma camisola de gola alta, peça que está muito na moda no universo masculino desta estação, e com umas calças cremes simples. Apesar da aparente formalidade, a conjugação de peças semiformais com peças informais dá sempre o ar de “look cuidado”, embora um pouco descontraído, sendo uma boa opção para o dia-a-dia.

Podem ver aí abaixo o resultado, espero que gostem:

Ed1Ed4Ed2Ed6Ed7Ed9Ed3Ed8Ed10

O que acharam deste outfit? Comentem aí em baixo 🙂

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Portfólio: Piscinas abandonadas, Matur

Último trabalho para fotojornalismo: o Portfólio.

Como tivemos liberdade para escolher o tema, aproveitei a minha última viagem à Madeira para fotografar as piscinas Olímpicas da Matur, abandonadas há cerca de quinze anos, e que vos darei a conhecer nas fotografias abaixo, espero que gostem:

Ed15Ed13Ed14Ed5Ed6

Ed10Ed1 (1)Ed2Ed3Ed4Ed9Ed12Ed11Ed8Ed7

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Paris: Cidade e Estilo

Boas pessoal!!

Paris é uma cidade mágica! Mesmo antes de aterrar já estava encantado com esta cidade, com tantas luzes, com a Torre Eiffel iluminada que reconheci logo de imediato.

Cada edifício é um monumento, fazendo com que a cidade transborde a um estilo mesmo muito difícil de descrever. Adorei passear pelo Sena, conhecer a Catedral de Notre-Dame (que é mesmo igual à do filme “Corcunda de Notre-Dame”), visitar o Louvre (que é mesmo muito maior do que estava à espera), estar perto da Monalisa, ver a coroa verdadeira de Luís XV e entre outras coisas que me fizeram ficar completamente apaixonado por Paris. Se já tinha muita curiosidade em conhecer a cidade, cá estar fascinou-me completamente.

Outra coisa que já tinha ideia mas que se verifica é o estilo das pessoas no dia-a-dia. A preocupação com a imagem é algo muito visível. Tanto as mulheres como os homens vestem-se muito bem. O estilo masculino Parisiense conjuga tudo o que eu gosto: chapéus, casacos compridos, camisolas de gola alta, sapatos semi-formais e entre outras peças, que não é muito comum ver em Portugal. Além disso, têm uma forma de andar muito caraterística, como se estivessem permanentemente numa passerelle, coisa que torna a cidade ainda mais estilosa.

Voltando à Torre Eiffel, é um monumento realmente espantoso! Muito maior do que estava à espera e é impossível não sentir uma energia diferente muito difícil de explicar ao passar debaixo da mesma. Apesar de estar quase a acabar a minha semana por cá, sinto que levo um pouco de Paris em mim para Portugal e sei que voltarei em breve.

Deixo-vos aqui algumas fotos desta cidade maravilhosa:

Ed9Ed4Ed6Ed7Ed11Ed8Ed1Ed10Ed12Ed13Ed3Ed2

E vocês, já estiveram em Paris? Comentem em baixo a vossa experiência!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes! 🙂

Entrevista para a Rádio Zero

Sempre gostei muito de rádio. Apesar de a minha grande paixão ser a televisão, estar a falar num programa de rádio também é muito divertido, tem a grande vantagem de ser muito mais descontraído do que na TV, e de não termos de nos preocupar com a imagem e postura.

A minha primeira experiência na rádio ocorreu quando tinha 17 aninhos, altura em que surgiu a oportunidade para fazer um casting para a Metronic FM, uma rádio jovem madeirense. Fiquei em êxtase quando fui selecionado para apresentar um programa semanal de duas horas, o “Em Resumo”, em que fazia mesmo um resumo da semana, falava dos principais temas, eventos, entrevistava convidados e entre outras coisas.

Esta foi uma experiência maravilhosa e, por isso, foi um enorme prazer ser entrevistado para o programa “Não há dois sem três” pelo meu grande amigo Manel Carvalho e pelo Luís Santos. Este programa, na Rádio Zero, conta com um convidado diferente todas as semanas e, na semana passada, fui eu a estar lá para falar um pouco sobre mim e sobre os meus projetos. Entrevista esta que será publicada no dia 3 de dezembro.

Durante a hora em que decorreu o programa diverti-me imenso, isto porque é um programa com uma componente muito dinâmica, é intercalado por desafios, músicas, e tem um formato muito descontraído e divertido. Além disso, estes dois apresentadores contribuem para o ambiente espetacular em estúdio. Quando a entrevista for publicada, partilharei nas minhas redes sociais para que possam ouvi-la, e fico à espera das vossas opiniões. Espero que gostem! 🙂

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Paddle-surf

Boas pessoal!!

Apresento-vos mais um trabalho para a cadeira Fotojornalismo, desta vez com o tema “desporto”.

Já vos tinha falado noutro post (aqui) acerca desta modalidade e da forma como fiquei fã depois de experimentá-la. Estava eu em casa, na Madeira, quando soube que havia uma competição deste desporto e achei que seria a oportunidade ideal para fotografá-lo e fazer uma mini foto-reportagem acerca do mesmo.

Aqui estão as fotografias, espero que gostem:

22046577_1558534940893199_6216496274380904203_nIMG_0415IMG_0448IMG_046122089096_1558535014226525_6340937310720561367_n

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!

Clássico ou Moderno? Eis a questão!

Boas pessoal!!

Parece que o frio veio realmente para ficar! E ainda bem, pois a minha simpatia por roupas de verão não é muita. Sempre achei que as pessoas ficavam muito mais elegantes e bonitas com roupas de estações mais frias e com tons de pele mais claros.

E com o frio combinam também roupas com cores frias, como é o exemplo do outfit que vos mostro hoje. O azul é, e sempre foi, a minha cor favorita. Apesar de ultimamente gostar de variar as cores que visto, há alguns anos praticamente apenas esta cor que tanto combina comigo. Na verdade, reflete muito da minha personalidade, ou seja, calma e intensa ao mesmo tempo.

Por isso, a base do outfit consistiu no azul, tanto as calças como a camisa. Para completar, e porque dá imenso jeito nestes dias de frio, usei um casaco comprido, peça que voltou para a moda há pouco tempo mas que eu espero que perdure pois sou completamente fã deste tipo de casacos.

Por último, e para dar um toque especial, adicionei um chapéu ao look cinza, para estabelecer uma ligação com o casaco.

Assim, o outfit, apesar de clássico, ficou arrojado e moderno, completamente adequado aos nossos dias e às tendências de moda masculina atual. Aproveitei para tirar umas fotos num cenário urbano, para evidenciar este contraste entre o estilo clássico e moderno, conseguidos num só. Espero que gostem do resultado:

Ed3Ed1Ed5Ed9Ed2Ed4Ed7Ed8

E vocês, o que acharam deste outfit? Comentem aí em baixo!

Tudo a correr bem por esse lado, e sejam felizes!